1


Diglothin® 200mg - 112 Cápsulas – Fórmula Magistral
Ref. 49200

Disponibilidade:

De R$ 208,97

Por R$ 178,97
R$ 170,02 à vista no boleto!

Parcele em até 6x no cartão de crédito.

1x R$ 178,97 sem juros
2x R$ 89,49 sem juros
3x R$ 59,66 sem juros
4x R$ 48,14 com juros
5x R$ 39,07 com juros
6x R$ 33,03 com juros

Diglothin® 200mg - 112 Cápsulas – Fórmula Magistral


DIGLOTHIN® é um fitoativo padronizado em 10% de polifenóis, útil no tratamento da obesidade e síndrome metabólica. Seu mecanismo de ação é relacionado ao aumento das concentrações de adiponectina, além da ação antioxidante, inibidora da oxidação e moduladora dos níveis glicêmicos.


Benefícios:

  • Ação emagrecedora multialvo;
  • Clinicamente testado;
  • Auxilia no controle do diabetes;
  • Ação cardioprotetora,
  • Auxilia na proteção contra a síndrome metabólica no organismo.


Diglothin® Auxilia na redução de:

  • 10,7 cm de circunferência da cintura
  • 10,7% percentual de gordura corporal
  • 71% de triglicerídeos
  • 27,8% de glicose


Estudos - Redução do peso corporal

Em estudo clínico, randomizado, duplo-cego e controlado por placebo, 297 indivíduos obesos com síndrome metabólica receberam, por via oral durante 8 semanas, a espécie de DIGLOTHIN ® . A partir de 4 semanas, já foi observada uma redução do peso corporal, com resultados ainda mais expressivos ao final das 8 semanas do estudo, que corresponderam a uma perda média de 11 kg de peso corporal, considerando a comparação entre o início e o final do tratamento.

A pressão arterial (sistólica e diastólica) também foi reduzida no grupo tratado, considerando a comparação entre o início e final do tratamento e também em relação ao grupo placebo. Com relação aos perfis lipídico e glicídico, foram observados os efeitos hipoglicemiante e hipolipemiante, considerando a redução das concentrações tanto dos triglicerídeos, quanto do colesterol total e suas frações.


Modo de Usar:

Tomar uma cápsula de 200 mg, duas vezes ao dia.


Contraindicação:

A administração oral de DIGLOTHIN®, nas doses recomendadas, apresenta boa

tolerabilidade. DIGLOTHIN® não deve ser utilizado em gestantes.


Composição: 

Diglothin®.....................200mg

Excipiente QSP 1 cápsula

Validade: 4 meses


Advertências:

1. Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

2. O medicamento manipulado é de uso exclusivo do paciente.

3. Lavar e secar bem as mãos antes de usá-lo, ou despejar as cápsulas em sua própria tampa para administrá-lo.

4.Fechar bem a embalagem após usá-la.

5.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

7. O tamanho, a cor, e a quantidade de cápsulas por doses podem variar de acordo com o procedimento utilizado na sua preparação, em nada interferindo na atividade farmacológica.

8. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado.

9. Algumas matérias primas têm, por natureza, um odor muito forte, que pode ser evidente mesmo quando pronto o medicamento.

10. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

11. O uso desse medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.

12. Fórmulas que utilizam princípios ativos de origem vegetal podem ter a sua coloração e consistência variável, de acordo com a época de colheita da erva.

13. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o prescritor.

14. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.

15.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.

16. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

17. É recomendável uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.

18. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.

19. Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

20. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO OU FARMACÊUTICO DEVERÁ SER CONSULTADO".

21. "Venda sob prescrição de profissional habilitado. Dúvidas? Consulte nosso farmacêutico!”

11 5054-5500 ou pelo email farmaceutico@biformula.com.br.


Referências Bibliográficas:

1. ATSANG, A. K. G., et al. Analgesic and Anti-Inflammatory Activities of Dichrostachys glomerata (Forssk.) Hutch. Fruits Methanolic Extract in Rats. J. Phys. Pharm. Adv.; 2(8), pp. 269-276 (2012).


2. AZANTSA, B. et al. The effect of extracts of Irvingia gabonensis (IGOB131) and Dichrostachys glomerata (Dyglomera™) on body weight and lipid parameters of healthy overweight participants, Functional Foods in Health and Disease; 5(6), pp. 200-208, (2015).


3. BAIRAKTARI, E. T., et al. Evaluation of methods for the measurement of low-density lipoprotein cholesterol. J. Cardiovasc. Pharmacol. Therapeut.; 10, pp. 45-54, (2005).


4. CHANDRAN, M. et al. Adiponectin: more than just another fat cell hormone? Diabetes Care; 26, pp. 2442–2450, (2003).


5. Executive summary of the Third Report of the National Cholesterol Education Program (NCEP). Expert Panel on Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Cholesterol in Adults (Adult Treatment Panel III). JAMA.; 285, pp. 2486-2497, (2001).


6. FANKAM, A. G., et al. Antibacterial activities of selected Cameroonian spices and their synergistic effects with antibiotics against multidrug-resistant phenotypes. BMC Complementary and Alternative Medicine; 11:104, (2011).


7. KADOWAKI, T. et al. Adiponectin and adiponectin receptors in insulin resistance, diabetes, and the metabolic syndrome. J. Clin. Invest.; 116, pp.1784–1792, (2006).


8. KUATE, D. et al. Anti-inflammatory, anthropometric and lipomodulatory effects Dyglomera® (aqueous extract of Dichrostachys glomerata) in obese patients with metabolic syndrome, Functional Foods in Health and Disease; 3(11), pp. 416-427, (2013).


9. KUATE, D. et al. Antioxidant characteristics of Dichrostachys glomerata spice extracts, CyTA – Journal of Food Vol. 8, No. 1, pp. 23–37, (2010).
KUATE, D. et al. Effects of Dichrostachys glomerata spice on cardiovascular diseases risk factors in normoglycemic and type 2 diabetic obese volunteers. Food Res. Int.; 44, pp. 1197-1102, (2011).


10. KUATE, D. Effects of some spices on glucose and lipid metabolism and oxidative stress Ph.D. Thesis, University of Yaounde, Yaounde, Cameroon. (2010).


11. KUDI, A. C., et al. Screening of some Nigerian Medicinal plants for antibacterial activity. J. Ethnopharm.; 67(2), pp. 225-228, (1999).


12. MATSUSHITA, K. et al. Comparison of circulating adiponectin and proinflammatory markers regarding their association with metabolic syndrome in Japanese men. Arterioscler. Thromb. Vasc. Biol.; 26, pp. 871–876, (2006). OUCHI, N. et al. Adipocyte-derived plasma protein, adiponectin, suppresses lipid accumulation and class A scavenger receptor expression in human monocyte-derived macrophages, Circulation;103, pp.1057-1063, (2001).


13. TCHIÉGANG, C. & MBOUGUENG, P. D. Chemical composition of spices used in the cooking of nah poh and nkui of western Cameroon. Tropicultura; 23, pp. 193–200. (2005).


14. Centers for Disease Control and Prevention (CDC). Behavioral Risk Factor Surveillance System Survey Data. Atlanta, Georgia: U.S. Department of Health and Human Services, Centers for Disease Control and Prevention, (2010).


15. ECKEL, R. H., et al. The metabolic syndrome. Lancet; 365, pp. 1415–28. (2005).


16. RITCHIE, S. A. & CONNELL, J. M. C. The link between abdominal obesity, metabolic syndrome and cardiovascular disease. Nutr. Metabol. Cardiovasc. Dis.; 17, pp. 319-26, (2007).




Para avaliar este produto é necessário estar logado!clique aqui para entrar

Avaliar





...

Produtos que você também pode gostar:















    Receba promoções e novidades diretamente no seu email

    Nos acompanhe



    Siga-nos no Instagram: #biformula