1


Catuaba, Marapuama, Gengibre, Guaraná, Ginseng - 60 Cápsulas - Fórmula Magistral
Ref. 4981

Disponibilidade:

De R$ 94,80

Por R$ 86,40
R$ 82,08 à vista no boleto!

Parcele em até 6x no cartão de crédito.

1x R$ 86,40 sem juros
2x R$ 43,20 sem juros
3x R$ 28,80 sem juros
4x R$ 23,24 com juros
5x R$ 18,86 com juros
6x R$ 15,94 com juros

Catuaba, Marapuama, Gengibre, Guaraná, Ginseng - 60 Cápsulas - Fórmula Magistral

Este Composto Estimulante Energético é um estimulante sexual e auxilia também o desempenho físico e mental.


Conheça os ativos:

Catuaba: A catuaba contém alcaloides semelhantes à atropina e ioimbina, tem ação afrodisíaca e tonificante do sistema nervoso central.

Marapuama: Ação estimulante do sistema nervoso central,é também utilizada como afrodisíaca e no tratamento da impotência sexual.

Guaraná: Os extratos são obtidos das sementes da Paullinia cupana e contém cafeína, teofilina e teobrina. Tem ação estimulante do sistema nervoso central sendo assim antifadiga e estimulante da atividade mental, vasodilatadora coronariana, diurética e estimulante respiratória. É usado para combater a fadiga mental, astenia muscular, redução de edemas, cefaléias e dores musculares.

Gengibre: O Gengibre tem muitos usos na medicina popular, é ingerido para combater doenças respiratórias e descobriu-se que é eficaz contra enjôos de viagem e no tratamento de ressaca. O Gengibre cristalizado é um estimulante de apetite. Os rizomas do Gengibre têm uso como especiaria para tempero de carnes e de bebidas. Na literatura etnofarmacológica há referência de seu emprego como remédio  contra asma, bronquite e menorragia. (Lorenzi, 2002). Possui propriedades estimulantes, antinauseantes, antilipidêmico, anticolesterolemico, estomáquico, depurativo. É indicado para auxiliar em casos de digestão lenta e difícil, impotência, fadiga, astenias, flatulência. (Sallé, 1996). Estimulante circulatório alivia a flatulência e as cólicas, induz a transpiração, baixa os níveis de colesterol no sangue, previne o enjôo do movimento. (Polunin, 1992) Dispepsias hiposecretoras, inapetência, úlcera gastroduodenal, meteorismo, disquinesias hepatobiliares, hiperemese gravídica, gripe, resfriados, faringites, reniti, diabete, prevenção de arteriosclerose, inflamação ósteoarticular, mialgia, contratura muscular, neuralgias, odontalgias. (PR, 1998).


Indicação:

  • Melhora os níveis de testosterona;
  • Aumenta a massa muscular;
  • Tônico Energético;
  • Frigidez sexual;
  • Recuperação da atividade sexual;
  • Aumento da libido em ambos os sexos;
  • Aumento da Disposição Física e Mental;
  • Aumento do Apetite Sexual;
  • Efeitos positivos sobre a função erétil;
  • Redução dos níveis de colesterol;
  • Estimula ovogênese, benefícios na síndrome pós- menopausa;
  • Impotência;
  • Estimulação do sistema imunológico;
  • Combater o stress;
  • Diminuir cansaço e fadiga;
  • Melhorar a vitalidade física;
  • Melhorar a imunidade;
  • Melhorar a concentração, memória e capacidade mental;
  • Antidepressivo.


Composição:

Catuaba..............................200mg

Marapuama........................100mg

Gengibre.............................150mg

Guaraná..............................300mg

Ginseng...............................200mg

Quant.: 60 cápsulas.

Validade: 4 meses.


Posologia:

Tomar 1 capsula 2x ao dia conforme orientação de um profissional habilitado.


Advertências:

1. Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

2. O medicamento manipulado é de uso exclusivo do paciente.

3. Lavar e secar bem as mãos antes de usá-lo, ou despejar as cápsulas em sua própria tampa para administrá-lo.

4.Fechar bem a embalagem após usá-la.

5.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

7. O tamanho, a cor, e a quantidade de cápsulas por doses podem variar de acordo com o procedimento utilizado na sua preparação, em nada interferindo na atividade farmacológica.

8. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado.

9. Algumas matérias primas têm, por natureza, um odor muito forte, que pode ser evidente mesmo quando pronto o medicamento.

10. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

11. O uso desse medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.

12. Fórmulas que utilizam princípios ativos de origem vegetal podem ter a sua coloração e consistência variável, de acordo com a época de colheita da erva.

13. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o prescritor.

14. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.

15.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.

16. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

17. É recomendável uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.

18. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.

19. Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

20. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO OU FARMACÊUTICO DEVERÁ SER CONSULTADO".

21. "Venda sob prescrição de profissional habilitado. Dúvidas? Consulte nosso farmacêutico!”

11 5054-5500 ou pelo email farmaceutico@biformula.com.br.


Referências:

1. BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006.

2. BATISTUZZO J.A.de O. Formulário médico Farmacêutico 3ª ed. São Paulo: Pharmabooks Editora, 2006. pg 524, 553, 555, 570.

3. O poder de cura de Vitaminas, Minerais e outros suplementos. pg 294.

4. ALONSO, Jorge R. Tratado de Fitomedicina. 1° Ed, Buenos Aires: Isis Ediciones, 1998.

5. Kumanov F, Bozadzhieva E, Andreeva M, et al. Clinical Trial of the drug “Tribestan”. SAvr. Med. 1982; 4:211-215.

6. Zarkova, S. Tribestan: Experimental and Clinical Investigations. Sofia, Bulgaria: Chemical Pharmaceutical Research Institute; 1993.

7. ALONSO, J. R. Tratado de Fitomedicina. Editora Isis. 1998.

8. CORRÊA, M. PIO. Dicionários das Plantas Úteis do Brasil. Imprensa acional. 1952.

9. LORENZI, H.; MATOS F.J.ABREU. Plantas Medicinais no Brasil: nativas e exóticas. Instituto Plantarum. 2002.

10. POLUNI, M.; CHRISTOPHER, R. A Farmácia _atural. Ed. Civilização, 1992.

11. Pharmacopéia dos Estados Unidos do Brasil. 1926.

12. PR VADEMÉCUM DE PRECIPICIO_ DE PLA_TAS MEDICI_ALES. CDROM. 3º edição. 1998.

13. READER’S DIGEST Segredos e Virtudes das Plantas Medicinais. 1999.

14. SALLÉ, J. L. O Totum em Fitoterapia. 1996.

14. SILVA, R. A. D. Código Farmacêutico Brasileiro. Cia Editora Nacional. 1926.

16. SOARES, A.A.D. Dicionário de Medicamentos Homeopáticos. Editora Livraria.  Santos. 2000.

*Imagens meramente ilustrativas




Para avaliar este produto é necessário estar logado!clique aqui para entrar

Avaliar





...

Produtos que você também pode gostar:















    Receba promoções e novidades diretamente no seu email

    Nos acompanhe



    Siga-nos no Instagram: #biformula