1


Kit com Pholia Magra e Manga Africana - 60 cápsulas - Fórmula Magistral
Ref. 4954

Disponibilidade:

De R$ 132,20

Por R$ 120,40
R$ 114,38 à vista no boleto!

Parcele em até 6x no cartão de crédito.

1x R$ 120,40 sem juros
2x R$ 60,20 sem juros
3x R$ 40,13 sem juros
4x R$ 32,39 com juros
5x R$ 26,28 com juros
6x R$ 22,22 com juros

Kit com Pholia Magra e Manga Africana - 60 cápsulas - Fórmula Magistral


Este Kit contém:

1 Frasco de Cordia ecalyculata Vell (PHOLIA MAGRA) 60 Cápsulas + 1 Frasco de Extrato de Manga Africana (Ayslim) 60 Cápsulas - Fórmula Magistral


PHOLIA MAGRA:

É uma planta nativa do Brasil, da família botânica Boraginácea e possui vários princípios ativos em maior concentração, que atuam como antiobesidade.

Cordia ecalyculata Vell (PHOLIA MAGRA): atua no sistema nervoso central, causando uma atividade supressora do apetite, contribui para uma maior queima de gordura localizada principalmente no abdômen, além de atuar também como estimulante do sistema imunológico.

Devido a seus constituintes (alantoína, cafeína, potássio, taninos e óleos essenciais) atua também como diurético, reduz os depósitos de celulite, pois estimula a circulação e possui ação energética devido a seu efeito termogênico, é um fitoterápico natural auxiliar no tratamento da obesidade, atua sem os efeitos indesejáveis que os outros produtos para emagrecimento causam.



Composição: 

Cordia ecalyculata Vell .......................250mg

Excipiente QSP................................1 cápsula

Quant.: 60 cápsulas.

Validade: 4 meses.



Posologia:

Tomar 1 cápsula 2x ao dia, antes das principais refeições, conforme a orientação de um profissional habilitado.



Indicação:

- Auxiliar no tratamento da obesidade, atua sem os efeitos indesejáveis que os outros produtos para emagrecimento causam;


Extrato de Manga Africana (Ayslim):

Consiste do extrato das sementes de uma árvore natural da África e do suleste asiático, chamada Irvingia gabonensis, algumas vezes conhecida pelo nome popular de wild mango, African mango ou bush mango. Estudos epidemiológicos realizados em populações tribais da África descobriram que os povos de certa região apresentavam baixa incidência de obesidade, diabetes e doenças relacionadas devido ao uso constante de uma pasta feita das sementes da Irvingia com a finalidade de espessar sopas. Esta descoberta levou ao desenvolvimento de um extrato concentrado de Irvingia que reduz medidas pela queima de gordura ao mesmo tempo em que controla a deslipidemia, reduzindo o colesterol LDL e triglicerídeos e melhorando os níveis do colesterol HDL, assim como reduz os níveis de glicose no sangue.



Composição: 

Extrato de Manga Africana................500mg

Excipiente QSP..............................1 cápsula

Quant.: 60 cápsulas.

Validade: 4 meses.



Posologia:

Tomar 1 cápsula 2x ao dia, antes das principais refeições, conforme a orientação de um profissional habilitado.



Indicação:

  • Ajuda no controle da taxa glicêmica e colesterol;
  • Tem efeito laxativo;
  • Promove saciedade.



Advertências:

1. Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

2. O medicamento manipulado é de uso exclusivo do paciente.

3. Lavar e secar bem as mãos antes de usá-lo, ou despejar as cápsulas em sua própria tampa para administrá-lo.

4.Fechar bem a embalagem após usá-la.

5.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

7. O tamanho, a cor, e a quantidade de cápsulas por doses podem variar de acordo com o procedimento utilizado na sua preparação, em nada interferindo na atividade farmacológica.

8. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado.

9. Algumas matérias primas têm, por natureza, um odor muito forte, que pode ser evidente mesmo quando pronto o medicamento.

10. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

11. O uso desse medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.

12. Fórmulas que utilizam princípios ativos de origem vegetal podem ter a sua coloração e consistência variável, de acordo com a época de colheita da erva.

13. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o prescritor.

14. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.

15.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.

16. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

17. É recomendável uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.

18. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.

19. Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

20. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO OU FARMACÊUTICO DEVERÁ SER CONSULTADO".

21. "Venda sob prescrição de profissional habilitado. Dúvidas? Consulte nosso farmacêutico!”

11 5054-5500 ou pelo email farmaceutico@biformula.com.br.



Referências:

1. Matsunaga K, Sasaki S, Ohizume Y. Excitatory and inhibitory effects of paraguayan medicinal plants Equisetum giganteum, Acanthpspermum australe,Allophylus edlis and Cordia salicifolia on contraction of rabbit aorta and giuneapig left atrium. (Natural Medicines 1997;51: 478-81);

2. Siqueira VLD, Cortez DAG, Oliveira CE, Nakamura CV, Bazotte RB. Pharmacological studies of Cordia salicifolia Cham in normal and diabetic rats. (Brazilian Ar- Revista da AMRIGS, Porto Alegre, 52 (3): 182-186, jul.-set. 2008);

3. Menghini L, Epifano F, Leporini L, Pagiotti R, Titilini B. Phytochemical investigation on leaf extract of Cordia salicifolia Cham. (J Med Food 2008; 11(1):193-194);

4. Florae Fluminensis Icones. Rio de Janeiro 2: t. 149. 1831 ("1827");

5. USDA, ARS, National Genetic Resources Program. Germplasm Resources Information Network - (GRIN) [Data from 07-Oct-06];

6- Lorenzi, H. 2000. Árvores Brasileiras – Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. V.1. 3ªed. Editora Plantarum. Nova Odessa – SP. 368 p.

1. Ngondi, J. L. et al. Glycaemic variations after administration of Irvingia

gabonensis seeds fractions in normoglycemic rats. Afr J Trad, Compl Alter

Med, 3 (4): 94-101, 2006.

2. Ngondi, J. L.; Oben, J. E.; Minka, S. R. The effect of Irvingia gabonensis

seeds on body weight and blood lipids of obese subjects in Cameroon. Lipids

Health Dis, 4: 12, 2005.

3. Oben, J. E.; Ngondi, J. L.; Blum, K. Inhibition of Irvingia gabonensis seed

extract (OB131) on adipogenesis as mediated via down regulation of the

PPARgamma and Leptin genes and up-regulation of the adiponectin gene.

Lipids Health Dis, 7: 44, 2008.

4. Tavares, V; Hirata, M. H.; Hirata, R. D. C. Receptor Ativado por

Proliferadores de Peroxissoma Gama (PPARR): Estudo Molecular na

Homeostase da Glicose, Metabolismo de Lipídeos e Abordagem Terapêutica.

Arc Bras Endocrinol Metab, 51 (4): 526-533, 2007.

5. en.wikipedia.org/wiki/Irvingia



Para avaliar este produto é necessário estar logado!clique aqui para entrar

Avaliar





...

Produtos que você também pode gostar:















    Receba promoções e novidades diretamente no seu email

    Nos acompanhe



    Siga-nos no Instagram: #biformula